Com alta nos casos de Covid-19, Campo Belo fecha estabelecimentos e limita horários

0
235

Decreto ainda suspende transporte coletivo gratuito por quatro dias

A Prefeitura de Campo Belo (MG) decidiu fechar estabelecimentos e limitar os horários de funcionamento de outros serviços entre sexta-feira (25) e segunda-feira (28). O motivo, segundo o decreto publicado na noite de terça-feira (22), é a alta no número de casos de coronavírus na cidade nos últimos dias.

A decisão fecha locais como bares, cervejarias, academias, igrejas, clubes sociais e outras atividades similares. Os estabelecimentos podem ser multados caso não cumpram a determinação. Na segunda-feira, é feriado de aniversário da cidade.

O decreto ainda suspende o serviço de transporte coletivo gratuito entre sexta-feira e segunda. A cidade previa o retorno com capacidade normal de facções têxteis e confecções a partir de quinta-feira (24). No entanto, as atividades agora devem permanecer fechadas de sexta-feira (25) a segunda.

Em relação às atividades de restaurantes, lanchonetes, supermercados, padarias, açougues e similares, a prefeitura decidiu limitar o horário de funcionamento de sexta-feira a segunda. Sexta e sábado, podem funcionar das 7h às 19h e, no domingo, das 7h às 13h. Tais atividades podem atender apenas em esquema de delivery após o horário determinado para encerramento das atividades.

Locais como farmácias, postos de combustível, borracharias, hospitais, laboratórios e outras atividades como entregas de gás e água podem funcionar normalmente. No entanto, clínicas médicas e odontológicas só podem atender casos de urgência e emergência.

A prefeitura também informou que as atividades não citadas no decreto devem também devem parar de funcionar entre sexta e segunda-feira. O decreto ainda reforçou que estão expressamente proibidos eventos como confraternizações e festas, mesmo que entre famílias, em casas, condomínios, chácaras e demais locais. Quem desrespeitar também pode ser multado.

Coronavírus em Campo Belo

No decreto, além da alta nos casos de Covid-19, a prefeitura alega ser preciso reforçar as medidas de prevenção por conta de ocorrências de aglomerações na cidade e da falta de respeito por parte dos moradores em relação às regras sanitárias.



A administração municipal também afirma que o objetivo é interromper a evolução de casos de coronavírus na cidade para evitar o risco de colapso do sistema de Saúde, com possibilidade de lotação de leitos de CTI e ambulatoriais.

Nos últimos dias, a cidade viu aumentar os registros da doença e na terça-feira (22) ultrapassou Varginha (MG) no número de casos – agora, é a sexta cidade do Sul de Minas com mais confirmações, segundo dados do Estado. No último boletim atualizado pela prefeitura, a cidade registrou três novas mortes e 30 novos casos; 26 pessoas estavam internadas. Agora, o município tem 1.013 casos confirmados, com 23 óbitos.

Fonte: G1 Sul de Minas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui