Atividades físicas em meio à natureza em MG ganham força durante a pandemia

0
275
Além dos benefícios para o corpo, as atividades na natureza também são importantes para a saúde mental dos praticantes, segundo especialistas

Atividades físicas ao ar livre têm sido uma importante alternativa durante a pandemia, para evitar aglomerações em áreas urbanas e promover um contato maior com a natureza. Com benefícios físicos e até psicológicos, a modalidade foi escolhida por muitos grupos no Sul de Minas Gerais, região rica em áreas verdes.

Os grupos fazem circuitos com bicicletas ou a pé, passando por áreas rurais, estradas de terra ou até mesmo trilhas em mata fechada. Há grupos que foram formados neste período de isolamento e que, mesmo após a flexibilização das academias, decidiram continuar com os passeios.

O contador André Silva Rosa reuniu um grupo de amigos de infância que estavam afastados em função da rotina do dia a dia. Há dois meses, eles se encontram todos os sábados para fazer passeios de bicicleta pela região de Três Pontas (MG).

“O interessante é que alguns amigos que nunca praticaram o pedal começaram a ver nossas fotos dos trajetos e começaram a se interessar também. Então fixos mesmo somos em seis ou sete, mas a cada final de semana sempre aparece algum amigo diferente que anima de ir com a gente”, contou André.

Nos circuitos, o contador tem notado cada vez mais a presença de outras pessoas praticando atividades. “Acredito que hoje o esporte ao ar livre está sendo mais procurado porque o pessoal também acaba enxergando que a vida não é só a rotina urbana. Hoje o que temos acompanhado é um trânsito bem maior de bicicletas, de pessoas fazendo caminhada nos lugares que passamos”.

Além de ser um esporte importante para cuidar da parte física, o grupo tem notado um alívio nas tensões diárias.

“É como a gente costuma ouvir dos mais velhos ‘Mente sã, corpo são’. Praticando nós conseguimos entrar em contato com a natureza, com as coisas simples da vida, podemos ver nessa época um Ipê florido, uma paisagem bonita, respirar um ar mais puro.”

Outro grupo que também se reuniu durante a pandemia fica em Varginha (MG), idealizado por Francisco Augusto da Silva Filho, de 69 anos. Formado por 10 amigos que fazem trilhas a pé com distâncias de até 19 quilômetros, eles se reúnem todos os sábados desde o final de julho deste ano.

Francisco contou que já conhecia alguns trechos, mas que antes não os fazia a pé. “Não temos caminhos certos, gosto de traçar rotas, como fui jeepeiro, e trilheiro (moto de trilha) conheço vários caminhos. Cada trilha é uma aventura diferente, com essa pandemia nada melhor que estar em contato com a natureza”.

Benefícios

Todos sabem que as atividades físicas são de extrema importância para a saúde. De acordo com o educador físico Eduardo Toledo, de Itajubá (MG), quando feitos na natureza, esses exercícios podem trazer ainda mais benefícios.

“Essas atividades externas auxiliam não só no controle contra o sedentarismo, prevenção de doenças, como também produzem substâncias que causam a sensação bem-estar. A luz do sol ajuda na produção de vitamina D, que é fundamental. Principalmente durante a pandemia ninguém deveria ficar parado, atividades físicas auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico, o que é importante no combate ao vírus.”

Para que essas atividades não se tornem um problema, o educador físico relembra alguns cuidados. “É importante planejar o trajeto para que esses grupos não se percam, ainda mais em locais afastados. Além disso os praticantes devem levar água para se manterem sempre hidratados, lembrar de passar protetor solar, usar sempre equipamentos de proteção, roupas e calçados confortáveis”.

*estagiária sob supervisão de Fernanda Rodrigues

Fonte: G1 Sul de Minas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui