Após isolamento, idosos de asilo que teve surto de Covid-19 retornam à instituição em Alfenas, MG

0
138
Entrega simbólica de casa de apoio que abrigou os moradores foi feita nesta quinta-feira (10). Asilo teve 17 mortes de idosos em decorrência do novo coronavírus

Depois de quase dois meses de isolamento em uma casa de apoio, todos os idosos do Lar São Vicente de Paulo, em Alfenas (MG), voltaram para o asilo. Eles foram contaminados pelo novo coronavírus e, por isso, tinham sido transferidos. Ao todo, 110 moradores da instituição e outros 27 funcionários foram contaminados, sendo que 17 idosos morreram em decorrência da doença.

A saída da casa de apoio foi feita com uma entrega simbólica. A devolução das chaves do local marcou o fim do isolamento dos idosos nesta quinta-feira (10). Entre eles, da dona Tereza Tomé, de 89 anos, que teve a Covid-19, conseguiu se recuperar e voltou para o asilo.

“Fui passear, foi tudo de bom”, disse a moradora já de volta ao asilo.

Assim como ela, dezenas de idosos tiveram que deixar o lar para fazer o isolamento. A estrutura do local, que normalmente oferece apoio a pacientes oncológicos, foi cedida para isso, assim que os primeiros casos foram confirmados.

“Para nós é muito gratificante e emocionante ter feito parte de um momento tão difícil na vida dos idosos, para o lar, para os profissionais do lar. Poder fazer parte do amenizar e hoje estar aqui, significa muito para nós. Significa qu eles estão voltando para casa, voltando par ao lar deles. E o mais imporante: bem e saudáveis, assim como a gente espera que eles fiquem sempre”, disse a gerente da casa de apoio, Elisângela Oliveira.

A diretora do Lar São Vidente de Paulo, Flávia Corrêa, destacou a necessidade de esse isolamento ter sido feito pelos idosos.

“Existia a necessidade de um isolamento e esse isolamento dentro da instituição já era mais possível, porque estava aumentando muitos pacientes. Foi quando surgiu a proposta para a gente vir para cá. Foi um alívio, o pessoal da secretaria de Saúde do município também auxiliou, com ajuda e profissionais. Foi onde a gente respirou com tranquilidade”, destacou.

Fotos feitas durante o isolamento foram colocadas em um quadro, que foi dado de presente e agora vai permanecer na casa de apoio.


PUBLICIDADE!

Medidas de prevenção

O Lar São Vicente de Paulo Proibiu as visitas logo no começo da pandemia como medida de prevenção. Mesmo assim, 110 idosos foram contaminados. O primeiro caso foi descoberto em uma testagem geral.

Ao todo, 17 idosos não resistiram às complicações da doença. Os outros 93 tiveram que passar pelo isolamento e foram acompanhados um a um.

Por causa do alto número de contaminados, a ocupação de leitos da santa casa chegou a ficar em 100%. Agora todos os idosos do lar estão livres da covid-19, mas continuam a recuperação. Do total de internos, apenas sete não tiveram a doença. Por isso, os cuidados continuam.

“Ainda existe uma possibilidade de reinfecção, isso é real, isso não é real? Ninguém ainda sabe. Então os cuidados continuam. A gente tem alguns idosos que retornaram de hospitais, idosos que retornaram de um período longo de internações, entubados. Essa recuperação deles é o que está dando mais força para a gente continuar. É gratificante ver eles se recuperando a cada dia”, ressaltou a diretora do Lar São Vidente de Paulo, Flávia Corrêa.

Dos 27 funcionários do lar que foram contaminados, a maior parte deles não apresentou sintomas. Apenas um precisou ser internado e todos já estão recuperados.

Fonte: G1 Sul de Minas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui