28º Concurso Qualidade Minasul de Cafés reconhece os melhores cafés da Safra 2020/2021

0
1

Por meio de uma live realizada ontem (22) à noite, a Minasul divulgou os ganhadores do 28º Concurso Qualidade Minasul de Cafés. Com a presença de Guilherme Salgado, Diretor Comercial, Francisco Lentini, Q-Grader e coordenador do Departamento de Cafés Especiais e Diferenciados, e Artur Ornelas, Gerente da Mesa de Operações, foram divulgados, entre os 30 finalistas, os 10 vencedores, sendo cinco da categoria Natural e cinco da categoria Cereja Descascado.

Na edição 2020, o Concurso teve um diferencial em relação às inscrições na categoria Natural, que foram definidas por Grupos de Armazéns, a partir das regiões onde os mesmos estão localizados. Sobre essa nova modalidade, Guilherme Salgado comenta que “como foi o primeiro ano, com certeza temos que fazer alguns ajustes. Mas deu certo, os cooperados gostaram e no ano que vem vamos continuar”. Ainda de acordo com Salgado, essa nova modalidade incentivou os produtores a participarem e a mostrarem seu trabalho. “Os resultados foram fantásticos, com notas muito acima dos anos anteriores, e a régua tem crescido cada vez mais. Muitos novos cooperados no rol de ganhadores e isso é bom porque abre o leque, é mais oportunidade, mais cafés, por isso, foi muito interessante”.

De fato, dos 30 finalistas, 16 deles nunca haviam participado do Concurso da Minasul, sendo quatro na categoria Cereja Descascado e 12 produtores na categoria Natural. E o resultado final surpreendeu, já que cinco desses “novos” cafeicultores alcançaram pontuações que garantiram a colocação entre os vencedores. Na categoria Natural, os cooperados Sérgio Ameruso Ottoni, Cláudia M. C. Bustamante e Nathália de Souza Carvalho alcançaram, respectivamente, o segundo, o terceiro e o quinto lugares. Já na categoria Cereja Descascado, os cooperados Francesco Miguel Valenza e Pedro Junqueira Didier conseguiram o primeiro e o quinto lugar, respectivamente.

Francisco Lentini também ressalta as excelentes pontuações reveladas nesta edição do Concurso. “De modo geral foi um resultado fantástico, pois estamos vindo de uma safra bastante adequada para a qualidade, com florada e maturação uniformes, e o resultado está na xícara. O produtor está fazendo o dever de casa, vindo novos produtores, novas qualidades e novos sabores! O resultado do concurso mostrou isso”.

Sobre o novo modelo de participação na categoria Natural, Lentini explica que foi um grande sucesso. “O novo modelo trouxe mais inscrições, mostrou mais o trabalho dos produtores. Muitos deles não acreditavam em sua capacidade, agora sabem que possuem aptidão para produzir um café de qualidade. Temos ainda melhorias a fazer, mas de forma geral foi bem produtivo, e no ano que vem vamos continuar com esse modelo”.

Com as excelentes pontuações, os produtores deverão ser bem remunerados com os lotes vencedores. “A gente já entrou em contato com os clientes com que já temos um relacionamento comercial, enviamos o material promocional do concurso e agora vamos enviar as amostras. A Minasul já garante um preço mínimo em função da pontuação, e a gente tem confiança de que vamos conseguir preços ainda melhores para os produtores, ainda mais na categoria Natural, pois conseguimos pontuações acima de 89 pontos e, com certeza, o produtor pode esperar prêmios ainda superiores aos que a Minasul tem garantido”, explica Artur Ornelas.

A participação feminina também foi um grande destaque da edição 2020 do Concurso: dos 30 finalistas, três delas na categoria Cereja Descascado e oito na Categoria Natural. E com grande orgulho, cinco delas alcançaram os cinco primeiros lugares nas duas categorias, sendo a primeira colocada na categoria Natural a proprietária da Fazenda Maria Celeste, em Três Corações, Cláudia Maria Carvalho Ribeiro.

Vale lembrar que os dois primeiros colocados de cada Grupo de Armazém receberam Menção Honrosa pelo reconhecimento e participação no 28º Concurso Qualidade Minasul de Cafés.

Categoria Natural
90,00Cláudia Maria C. RibeiroFaz. Maria CelesteTrês Corações/MGSul de Minas
89,86Sérgio Ameruso OttoniFaz. Lagoa da SerraVarginha/MGSul de Minas
89,61Cláudia M. C. BustamanteFaz. ParaísoConceição das PedrasMantiqueira de Minas
89,43Marjorie F.R.S.PereiraSitio IpêTrês Corações/MGSul de Minas
5º x89,04Nathália de Souza CarvalhoFazenda CetecItumirim/MGCampo das Vertentes
Categoria Cereja Descascado
88,79Francesco Miguel ValenzaFaz. ValenzaPaula Cândido/MGMatas de Minas
88,21Maria Helena Carvalho SiqueiraFaz. PalmitalCambuquira/MGMantiqueira de Minas
87,93Ademir Francisco PereiraSítio Bela VistaCampanha/MGMantiqueira de Minas
87,68Juliano Moreira ReisFaz. Mato SantoCarmo da Cachoeira/MGSul de Minas
87,61Pedro Junqueira DidierFaz. RecantoTrês Corações/MGSul de Minas
Menção Honrosa – Categoria Natural
GRUPO 1Varginha – Carmo da Cachoeira – Três Corações – Nepomuceno
Cláudia Maria C. RibeiroFaz. Maria CelesteTrês Corações/MG
Sérgio Ameruso OttoniFaz. Lagoa da SerraVarginha/MG
GRUPO 2Elói Mendes – Monsenhor Paulo
Ademir Donizetti FerreiraSítio Santa CruzElói Mendes/MG
Ademir Francisco PereiraSítio Bela VistaCampanha/MG
GRUPO 3Oliveira – Lavras
Nathália de Souza CarvalhoFaz. CETECItumirim/MG
Heitor Santana BotelhoFaz. CETECItumirim/MG
GRUPO 4Cambuquira – Conceição do Rio Verde
Cláudia M. C. BustamanteFaz. ParaísoConc. das Pedras/MG
Fabiana Maria SilvestreSítio dos MineirosNatércia/MG

Fonte: Ascom Minasul

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui